Para a concretização da estratégia atrás referida a AAP deve apostar nas seguintes áreas de investimento:

- Tecnologias produtivas;
- Internacionalização e marketing;
- Ambiente/Energia;
- Sistemas de Informação;
- Economia digital;
- Qualidade e certificação de produto.

Content Image

Objetivos Estratégicos a Atingir com o Investimento

Os objectivos estratégicos que a empresa definiu, e da definição da qual resultou o plano de investimentos propostos materializam-se nos seguintes:

     Instalar uma unidade de produção der rochas ornamentais, avançando na cadeia de valor

     Valorizar todos os escombros da sua actividade, de pedreiras das redondezas e de empresa da área da construção civil e terraplanagens

     Atingir um Volume de Negócios na ordem dos 4.000.000€ no ano pós-projecto

     Atingir um VN internacional no ano pós-projecto que represente cerca de 70% do VN total

     Ter a marcação CE destes granitos serrados/rochas ornamentais.

     Alcançar a optimização energética, reduzindo custos e aumentando a eficiência

     Elevar o nível de qualificação da empresa e a existência de massa crítica esperando-se uma TEAQ no ano pós-projecto de superior a 20%

     Diminuir os custos energéticos da sua actividade em cerca de 33% (Normalizado ao VNtotal)

     Aumentar a competitividade geral da empresa

     Eliminar estrangulamentos no seu processo produtivo (frente de desmonte de maciço)

     Cumprir com todos os requisitos para a conformidade ambiental do seu processo produtivo.

     Outros objectivos estratégicos, tal como já referido neste formulário, não são passíveis de quantificar como é o caso das melhorias de condições de trabalho, o ganho ambiental, a agilização administrativa e a preparação da empresa para colocar um selo verde nos seus produtos (rotulo ecológico)

Estratégia de Internacionalização

O investimento proposto contempla no seu plano, os instrumentos que vão coadjuvar e impulsionar a internacionalização da empresa:

Para o mercado internacional, a empresa pretende iniciar a sua estratégia de internacionalização e pretende utilizar uma estratégia de pull marketing, ou seja, pretende fornecer aos mercados internacionais não os blocos em bruto, mas os granitos serrados.

Esta mudança tem implicações ao nível do tipo de clientes que a empresa vai passar a fornecer, ou seja, deixará de fornecer aos elos transformadores da cadeia de transformação de granitos para fornecer aos consumidores finais dos granitos serrados.

Desta forma, a tipologia de clientes nos mercados internacionais passa a ser similar à que encontra no mercado internacional.
A mais valia desta alteração é que a empresa passa a exportar um produto com mais valor acrescentado e que representa a apropriação de margens que antes eram ganhas pelos referidos elos intermédios.

Todas estas orientações estratégicas resultarão na modernização transversal da empresa, aumento de competitividade, qualificação e diversificação da actividade, internacionalização e aumento da capacidade de geração de riqueza da empresa.

Content Image